Foto: Rochelle Vaz

TESTE POSITIVO

RELATO DO DESCOBRIMENTO DO SEGUNDO FILHO

Decidimos ter mais um filho. Não porque eu ame ser mãe mais do que tudo no mundo (eu amo, mas de fato não é acima de qualquer coisa), mas porque eu acho que, a médio prazo, minhas filhas se auto entreterão e eu poderei ter um pouco mais de tempo. É, na verdade nua e crua, é isso. Além disso, imagino que da segunda vez não tem aquele sentimento de: o que será que vem agora? De certa forma, eu sei o que vem. Ou mesmo que não saiba com certeza, estou certa que passa! Então, sendo mãe de segunda viagem, poderei desfrutar mais do presente do que ficar sempre tensa na expectativa.

Bem, como nossa primeira experiência foi um pouco demorada, e meus aniversários não param para esperar, resolvi que, completando mais uma primavera, iríamos iniciar a temporada dois. Passado o primeiro mês, nada. De um lado, eu já “sabia” que seria assim, e me proibi de comprar um teste de farmácia. Achava que começaria a tensão já na largada, o que não seria legal. Por outro lado, eu não me ouvi: passando menos de doze horas de atraso, comprei um teste e fiz escondido do marido. Vai que… já ouvi tantas histórias que o segundo chegou de cara que poderia ser comigo também. Mas não foi. Ok, segue o plano. Neste meio tempo, troquei de obstetra (apesar de amar o primeiro estou em busca de uma nova linha de estudo, e resolvi arriscar) e segui com o plano das férias (este, um capítulo à parte, As aventuras de atravessar o continente SOZINHA com uma terrible two).

Consultei a obstetra se teria problema em viajar no início da gravidez (eu, de novo, tentando como quem não quer nada acreditar que dessa vez seria de repente) e ela disse sem problema algum! Malas prontas, passaporte em mãos, embarcamos. No meio dos aplicativos de previsão do tempo, seguro de viagem e ingresso de parque, o aplicativo do calendário menstrual seguia ali, quietinho, contabilizando os dias para o início do próximo ciclo. Dois dias depois, já no destino final, reparei que a contagem regressiva havia se transformado em número positivo. Eita que foi um primeiro frio na barriga. Ah, sem duvida meu organismo ficou perdido com fuso e dieta e atrasou tudo. Mais um dia, e o número de dias em atraso segue aumentando: quer saber, não me custa fazer um testizinho para tirar isto da cabeça. Na verdade, em dólar, descobri que este teste custaria bastante! Maaas já que estava por lá, ignorei o câmbio e comprei logo um que vinha com vários para garantir o patrocínio da saga esperada.

Assim que deu, fiz o teste. Ampulheta, tempo passando, já como esperado e, em mais um piscar de olhos: Pregnant! Oi? Será que ta com defeito no visor e o not não ficou nítido? Será que pregnant significa mesmo o que pensei? (Pergunta totalmente incoerente para uma ex professora de inglês). Pregnant li de novo. E de novo. E de novo. E agora? Vou embora? Fico aqui? Conto p alguém? Faço outro teste? Pensa Lorena, pensa Lorena. Ok, saio do banheiro. Ligo para o marido. Mostro na câmera. Embaçado, ele não entende, não acredita. Briga que não fiz antes. Se emociona, eu também. Juntos, decidimos guardar a notícia p volta (já basta meio mundo estar tenso da viagem com uma criança, imagina se souberem que no caso são duas). Enfim, me recomponho, conto para os amigos que me receberam, e já começo a pensar nos novos itens da minha lista de compras. Já que estou aqui, por que não?

SE VOCÊ GOSTOU DESSE RELATO, VAI CURTIR ESSE OUTRO QUE A LORENA FALA MAIS SOBRE A MATERNIDADE!

A MATERNIDADE CONTADA POR MULHERES REAIS

 Relato sobre a maternidade, por Lorena Castro.

 Lorena Castro
Lorena Castro

Mãe da Alice (2 anos), esposa do Lobão e tia de quatro lindos sobrinhos: Enzo (10 anos), Valentina (9 anos), Lucca (7 anos) e Manu (4 anos) que acabaram sendo um teste para a maternidade. Costumava ela dizer, antes da Alice, que era a mais maternal das amigas, mesmo sem ter filhos. Escrever sempre foi um prazer, queria ter agilidade de colocar no papel as palavras que brotam na mente assim, de repente, ao maternar. Ser mãe sempre foi um sonho, difícil de realizar, mas enfim, se concretizou! Formou-se publicitária, onde a intimidade com a escrita se estreitou em meio a tantas aulas de produção de texto.  Aqui no blog compartilha as dores e delícias do seu maternar através de crônicas emocionantes de temas corriqueiros desta jornada.

PRODUTOS QUE VOCÊ VAI AMAR

DESCUBRA A NOSSA LOJA

Slider

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.