O BENEFÍCIO DAS CASTANHAS PARA A SAÚDE

COMO CONSUMIR CORRETAMENTE

Muita gente não sabe o que são as oleaginosas e quem sabe, na maioria das vezes, tem dúvidas relacionadas a quantidade que deve consumir, a partir de qual idade e em qual horário. Não é mesmo? Então vamos clarear essas dúvidas por partes.

Sou apaixonada por oleaginosas, elas sempre estão presentes na minha rotina e nos cardápios dos meus pacientes. São elas: castanha do pará ou do brasil, castanha de caju, macadâmia, pistache, avelã, amêndoas, nozes, elas proporcionam diversos benefícios quando inseridas na alimentação dos pequenos. Pois são ótimas fontes das chamadas gorduras boas, as monoinsaturadas e as poli-insaturadas, que protegem o coração, tem um efeito anti-inflamatório previnem o envelhecimento cerebral, reduzem o risco de alguns tipos de câncer, melhoram o desempenho nas atividades físicas, reduzem riscos de obesidade, diabetes e hipertensão… se eu for ficar citando aqui vou passar o texto inteiro falando só de benefícios… então para finalizar: melhoram o humor, diminuem estresse e ansiedade e para os vegetarianos e veganos (que estão sempre no meu coração) essas sementinhas quase que milagrosas também são boas fontes de proteínas.

A dica é consumir sempre nos lanches intermediários da manhã ou da tarde, e também antes de dormir, na ceia. A quantidade é algo individual, e deve ser balanceada com o consumo de outros nutrientes no dia inteiro, para isso procure um nutricionista. Meu conselho é não ultrapassar 2 porções diárias (uma porção é mais ou menos uma colher de sopa rasa), isso serve para crianças acima de dois anos e também para adultos. No caso da castanha do pará não se deve consumir mais do que 2 ou 3 unidades por dia, isto porque ela é rica em selênio, um potente antioxidante que em excesso pode fazer mal.

E os bebês? Podem também! A partir dos 6/7 meses dependendo de como foi o início da introdução alimentar. Mas neste caso, deve ser usada bem trituradinha e misturada em uma fruta pra não correr o risco dos tão temidos engasgos. Aliás, esta é uma excelente dica para todos nós, castanhas devem ser referencialmente consumidas associadas às frutas, pois melhoram a absorção dos nutrientes, dão mais sensação de saciedade e ajudam a nivelar os índices de glicose no sangue que a fruta pode provocar.

E qual a melhor oleaginosa para meu filho? O melhor de tudo na alimentação é sempre a variedade, né? No caso das oleaginosas, cada uma tem uma proporção de ácidos graxos diferente (aqueles famosos ômegas 3, 6 e 9), por isso cada uma trará um benefício específico, como diminuição do colesterol “ruim”, aumento do “bom”, controle hormonal e de triglicerídeos. Então varie bastante, pode fazer misturinhas delas trituradas para os filhotes também.

Na hora de comprar a melhor versão é “in natura”, sem sal ou açúcar. Compra feita é importante deixar de molho por algumas horas pois esse processo elimina alguns componentes químicos que chamamos de antinutrientes (atrapalham a absorção dos nutrientes), depois é só você torrar no forno para ficar crocante novamente. Temos também as opções dos “leites” vegetais, que eu adoro! Uso para fazer receitas de bolos, biscoitos, migais e vitaminas. Eles não substituem o leite de vaca e nem tem essa função, cada um no seu quadrado. Mas são super saborosos e nutritivos. No mercado, encontre uma marca que tenha apenas oleaginosas na lista de ingredientes ou então faça você mesmo sua receitinha de leite de castanhas. Procure uma nutricionista especializada em pediatria caso queira ou precise retirar os lácteos da rotina do seu filho, só ela vai saber fazer as substituições necessárias e equilibrar os nutrientes.

RECEITINHA DE LEITE DE CASTANHAS COM AVEIA

1/2 litro de água fervente

3 castanhas do Pará

2 colheres de sopa de flocos de aveia

1 pitada de sal

Deixe de molho por cerca de 2 horas, depois bata tudo no liquidificador.

Coe numa peneira bem fininha ou tecido de algodão limpo e pronto. As vezes coloco umas gotinhas ou fava de baunilhas também. E a farinha que sobrar na peneira pode usar na massa.

Ideal para uso em receitas de bolos, biscoitos, bolinhos, tortas, pães.

Fotos: Rochelle Vaz
  Letícia Oliveira
Letícia Oliveira

Nutricionista, graduada em 2011, pelo Centro Universitário de Belo Horizonte – UNIBH; se dedica a cursos nas áreas de saúde alimentar infantil, culinária funcional, fitoterapia, gastronomia, boas práticas de fabricação, nutrição na sidrome de down, alimentacão vegetariana e vegana, educação nutricional infantil, introdução alimentar e BLW. MBA em Gestão Estratégica de Projetos e Negócios na Faculdade Pitágoras, especialista em Nutrição em Pediatria pelo IPGS.

SE VOCÊ GOSTOU DESSE CONTEÚDO, TAMBÉM VAI CURTIR ESSE SOBRE A TRANSIÇÃO DO BEBÊ PARA A VIDA EXTRAUTERINA

O BEBÊ CONTINUA SENDO GERADO APÓS O NASCIMENTO

ENTENDA O QUE É EXTEROGESTAÇÃO

PRODUTOS QUE VOCÊ VAI AMAR

A RAPOSA E O ELEFANTE É UMA LOJA INFANTIL FOCADA EM MODA INFANTIL DE QUALIDADE, CONFORTÁVEL E DIVERTIDA PARA OS PEQUENOS!

VENHA CONHECER E SE ENCANTAR COM OS PRODUTOS

Slider

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.